Comprar carros para MEI’s

Desconto aplicado também vale para quem tem CNPJ.  

Desde o ano de 2019 fabricantes brasileiras oferecem condições especiais de desconto para MEI (Microempreendedor Individual). Ou seja, pessoas com Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). A compra de carros para MEI’s, é aplicada com um valor de 2,5% a 30% em veículos de fabricantes brasileiras. Por isso, a Mobili te conta hoje como conseguir aplicar esse desconto e como funciona a determinação das montadoras. 

Carros para MEI’s: Como funciona a aplicação de desconto? 

O desconto aplicado funciona apenas para fabricantes que dão o abatimento do valor do ICMS. Neste caso, diferente do desconto para condutores PCD, que utiliza das isenções fiscais, para MEI’s esse valor está ativo de acordo com o modelo e a qualidade do carro encomendado. 

Veículos como picapes, carros de trabalho, furgões, entre outros, apresentam um valor maior de desconto. Podendo ter a diminuição do valor de 2,5% a 30%, em referência ao valor do carro. Para a realizar a compra com essa redução, é necessário apresentar, na concessionária escolhida, o contrato social da empresa e a inscrição estadual vigente. 

Condições de pagamento em carros para MEI’s

Semelhante à compra em uma concessionária, entretanto com um adentro, o desconto apenas funcionará caso os impostos do automóvel sejam pagos. Caso não, a empresa ou o condutor com CNPJ, poderá sofrer restrições de pagamento. 

Outra questão que pode gerar o impedimento da compra, é se o comprador apresentar dívidas tributárias estaduais ou federais, resultando na penhora do veículo. 

Acessórios com desconto e desvantagens

O benefício aplicado para CNPJ é um incentivo visto pelas fabricantes como forma de crescimento para microempresas que possuem o desejo de adquirir um carro novo. Entretanto, essa vantagem pode ser aplicada para garantir desconto em itens de segurança, por exemplo. 

A desvantagem também é um fator a se pensar nessas circunstâncias. No caso da compra concluída, o prazo de entrega do veículo pode chegar de 10 a 40 dias úteis. Tudo isso, caso o carro esteja disponível no pátio da montadora. 

Revenda tem o seu prazo ? 

Nem todos os condutores e microempreendedores sabem desse adentro, mas existe um prazo mínimo de revenda do veículo de desconto. De acordo com a nova regra do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), é preciso manter o automóvel no nome da empresa durante um ano (12 meses). O desrespeito desse prazo implica na devolução da isenção do ICMS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *