Melhor combustível para carro flex

Você sabe qual combustível mais econômico para o seu veículo e seu bolso?

Em tempos em que a alta da gasolina continua em ascensão, estar atento a alternativas de combustíveis para os veículos é importante para a economia do bolso do condutor. A atenção envolve principalmente, carros capazes de suportar de dois a três meios de recarga. Por isso, a Mobili te conta aqui qual o melhor combustível para carro flex. 

Alta do combustível

Essa variação do grande aumento do valor do combustível no Brasil surge da prática da combinação do alto valor do dólar e do aumento da cotação internacional do petróleo. Isso pode influenciar na decisão do condutor nos postos de combustíveis. 

Para descobrir a melhor opção, é necessário que testes sejam realizados, como o de rendimento e economia do consumo. Isso se dá de acordo com a substância utilizada. 

Carro flex: Como testar a melhor opção?

Diferente dos carros híbridos que possuem a capacidade de obter dois motores, o flex possui um único motor, que recebe gasolina, álcool ou gás. Para testar a melhor opção de economia, utilize no primeiro dia apenas gasolina e fique atento à durabilidade. 

No abastecimento seguinte, coloque só o etanol. Se a diferença no consumo entre eles for em torno de 30%, é melhor você optar pelo combustível mais barato. É um teste importante, porque isso varia de motor para motor. 

Essa variação acontece também de acordo com a potência de cada motor e cada veículo. Dessa forma, geralmente um motor 2.0 é mais ágil e potente, por isso, tem um desempenho melhor. No entanto, o consumo de combustível dele costuma ser bastante alto. Já o motor 1.0 tem menos potência, mas costuma ser mais econômico.

Como o carro flex pode se adaptar? 

A escolha do combustível pode estar ligada também ao uso do carro. Alexandre aponta que há diferenças no desempenho do veículo em determinadas situações. Se a intenção é usá-lo apenas para passeio, o álcool pode ser vantajoso. Se a ideia é fazer viagens de grandes distâncias, a gasolina sai na frente.

Outra opção é misturar o etanol e a gasolina no mesmo tanque. Ele explica que não há desvantagens no procedimento, mas os benefícios dependem da octanagem. A taxa de compressão do álcool é bem maior. Ele vai poder ocupar mais espaço no motor e vai render mais potência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *