Segurança para animais no veículo

Saiba como transportar seu pet com segurança

Viagem ou passeio com os animais de estimação: trabalho ou prazeroso? É claro que passar qualquer tempo com os nossos pets significa viver bons momentos com quem amamos. Entretanto, a segurança para animais no veículo é algo essencial para todo condutor. Dirigir com o cachorro no colo ou solto pode fazer com que o motorista perca a coordenação ou visão ampla da pista. 

Por isso, a Mobili te dá dicas e te conta a maneira correta de transportar o seu bichinho de estimação dentro do seu veículo para evitar acidentes e multas.  

Transporte indevido pode levar à multa

Viajar ou transportar um animal fora do veículo é infração grave com direito a cinco pontos na carteira e multa de até R $127,69. Esse mesmo valor também se aplica caso o pet ande com a cabeça para fora da janela. E caso o condutor insista, poderá ser multado no valor de R $85,13 além de ganhar mais quatro pontos na CNH. 

Mas então, como transportar corretamente o meu animal de estimação e garantir a segurança para animais no veículo

Dentre todas as opções de segurança para animais no veículo, esteja ciente que toda manutenção preventiva poderá ser feita no seu mecânico ou oficina de confiança.

Caixa de transporte

Aqui, a caixa de transporte apropriada deverá ser grande o suficiente para que o animal consiga ficar de pé dentro dela e possa dar uma volta inteira sem incômodo. Animais como gatos também deverão ser levados em caixas.

Aves, hamsters e outros animais pequenos devem estar também dentro de gaiolas específicas para a espécie, cobertas com um pano fino, para diminuir o estresse da viagem.

Grade divisória

Caso o seu animalzinho seja muito grande, opte por  uma grade divisória entre o motorista e o cachorro, deixando-o no banco de trás e com o cinto de segurança bem colocado. 

Cinto de segurança animal

O cinto é indicado para uso exclusivo somente de cães, entre 5 a 50 kg. Ele deve envolver o peito, as costas e os ombros do cão. Além de absorver o impacto, deve trazer opções de fixação no cinto do carro ou nos ganchos Isofix. 

Dicas de saúde e segurança para animais no veículo

Se possível, evite alimentar o animal até quatro horas antes de sair de casa. Isso fará com que ele não passe mal durante o percurso. Se for viajar, prefira dar partida no período da noite.

Em longos trajetos, é essencial planejar a sua rota entre paradas, para que o animal  faça as suas necessidades e se disperse. E cuidado com o ar-condicionado, ele pode provocar bronquite alérgica ou problemas respiratórios, devido à alteração de temperatura. 

Parado em blitz: o que fazer?

Em uma abordagem policial, tenha em mãos todos os documentos do seu animalzinho, pois será possível que o(a) policial peça os documentos dos animais, apesar de na prática isso raramente acontece.

Por isso, cães e gatos devem ter sempre a carteirinha de vacinação atualizada e em dia. Se possível, faça uma visita ao veterinário de confiança e  peça um atestado de saúde e da existência do animal. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *